Tenha medo, mas enfrente

Quantas vezes, em situações difíceis, escutamos “não tenha medo”? A verdade é que nem adianta dizer isso. Por mais bem-intencionado que seja o conselho, evitar o medo é impossível.

O medo é um sentimento inerente ao ser humano. Nascemos e vivemos sempre com ele que, em certa medida, é necessário para a nossa defesa. É um sentimento que nos protege de situações de risco e de grandes problemas.

Mas como tudo na vida, em excesso ele pode nos fazer muito mal. E em grande parte das vezes nem percebemos que isso está acontecendo. O medo é tão forte, que temos medo de sentir medo. Não admitimos que estamos sentindo isso, nem pros outros, nem pra gente mesmo.

E com isso, vamos levando inúmeras situações da nossa vida. Por medo. Medo da solidão, ou medo de amar, ou medo de sofrer, ou medo de arriscar. Tomamos ou deixamos de tomar inúmeras atitudes em nossas vidas por causa dessas 4 letrinhas: MEDO.

Mas, já que é impossível evitar esse sentimento, e ao mesmo tempo é ruim tê-lo em excesso, qual seria o melhor conselho?

– Tenha medo, mas enfrente. Encare. Olhe para ele, veja se não passou da medida, e se perceber que passou, não permita que continue assim. Não deixe ele ser maior que você.

A partir daí tudo pode acontecer. É o primeiro passo para muitas mudanças, seja uma nova casa, um novo relacionamento, ou até mesmo um novo blog! Que tal tentar?

Como diz Humberto Gessinger, em Deserto Freezer: “Eu tenho medo do medo que as pessoas têm. O sol nasce pra todos todo dia de manhã. O mal nasce do medo da escuridão”.

Se você encara o medo da escuridão, nada te assombra!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *