Permita-se pequenos prazeres

Comer uma sobremesa de vez em quando. Dar uma volta com amigos. Comprar uma roupa um pouco mais cara. Ir ao cinema no meio da semana. Pequenos prazeres que vamos deixando de lado em nosso dia a dia, tão sobrecarregado de tarefas, e que são essenciais para aliviar o estresse e nos trazer mais alegria.

Já repararam que muitas vezes ficamos na negatividade e esquecemos de tudo isso? É tanta conta pra pagar, trânsito, tarefas domésticas, problemas familiares, que mal nos lembramos de nós mesmos, dos nossos desejos, interesses, distrações. Resultado: estamos sempre infelizes, insatisfeitos, chateados e com uma sensação de injustiça da vida.

Já falei sobre isso em outro post, e torno a repetir aqui. O Brasil acumula números altíssimos de depressão e ansiedade. São milhões de pessoas que muitas vezes, na correria do dia a dia, sequer conseguem prestar atenção no que estão sentindo. Mal abrem espaço para olhar para si mesmas, de forma franca, e admitir que não estão bem.

Você sabia que introduzir hábitos mais positivos, mesmo que pequenos, pode fazer a diferença para mudar essa situação? Não podemos evitar as tarefas do trabalho, os engarrafamentos, o calor infernal do verão. Mas temos plena capacidade de terminar um dia cansativo e dar uma volta na praça perto de casa, tomar uma cerveja, assistir um filme. Enfim, sair da loucura cotidiana e nos permitir um sorriso! Que tal experimentar?

Dizem que uma andorinha só não faz verão. Um único sorriso também não vai mudar todo o cenário. Mas se exercitarmos isso todos os dias, mesmo que por alguns minutos, o efeito cumulativo pode ser enorme. Mesmo que a rotina continue difícil, torna-se mais tranquilo lidar com os problemas sabendo que em algum momento vai ser possível parar e pensar algo mais leve, mais feliz. Por que não tentarmos?

Para isso, precisamos nos conectar com nós mesmos, conhecermos bem nossos gostos, sabermos o que pode nos ajudar. Nessas horas, autoconhecimento é tudo. E vale também aquele papo com os amigos ou terapia. Existe sempre alguém por perto para nos ajudar a nos perceber, para nos orientar. Acredite: nunca estamos sozinhos.

Então, o importante é não ficar parado! Faça uma listinha do que você gosta, se organize, seja responsável por seu próprio bem-estar. Sua felicidade está nas próprias mãos. Permita-se!

(E para saber mais dicas sobre como lidar com a ansiedade, leia esta matéria)

 

Saiba mais sobre o Blog Falando da Vida aqui.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *