Palavras não tem poder perante o gesto

Fica guardada em mim essa vontade
Que mal me cabe
Não há verso nem poema
Que expresse
Fica na ponta dos lábios o não dito
Mostra o beijo e o abraço
A sincronia perfeita do tato, no ato
Os olhos que quase falam
Fica guardado no peito essa amizade
Essa maldade
Que quase explode e diz
Aquilo que se tem medo
E que não é preciso falar
Fica guardada no peito
Mas voa
Em rima, dança, carícia
Está tudo posto
Exposto em pele
Completamente nu
Palavras não tem poder perante o gesto

Saiba mais sobre o Blog Falando da Vida aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *