Eu sou eu

Por Raphael Pintha //

Eu sou você, Você é eu
Eu sou Rei, eu sou Plebeu
Eu sou aquilo o que eu quero
Eu sou Rock, eu sou Bolero

Eu sou do bem, eu sou do mal
Eu sou Deus, eu sou Mortal
Eu sou bom, eu sou ruim
Eu sou branco, eu sou neguin

Quem eu sou, eu não sei
Mas sei que posso ser o que eu quiser
Ser Humano eu sei

Eu sou simples, sou esnobe
Eu sou rico, eu sou pobre
Sou do asfalto, sou do morro
E no amor eu sou um tolo

Eu sou falso, eu sou sincero
Ser Humano é o que eu espero
Sou Diabo, sacrilégio
Sou o crime, adultério

Sou concreto, sou a cor
Sou abstrato, sou a dor
Sou a alma, sou razão
Sou seu Karma, coração

 

* Esse texto é uma colaboração do talentoso roteirista e ator Raphael Pintha, aquele que é muitos. Assim como o grande poeta Fernando Pessoa, que ilustra esse post. O poema está no livro “In-Consciência”. Obrigada pela participação Raphael!

* “E no amor eu sou um tolo”. Para quem se identifica com a frase, leia.

 

Saiba mais sobre o Blog Falando da Vida aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *